Laringomalácia

  1. O que é laringomalácia?

Laringomalácia é a causa mais frequente de estridor ou respiração ruidosa em crianças. Ocorre como resultado de uma porção flácida da laringe que ainda não desenvolveu a rigidez necessária para dar suporte à via aérea. Durante a inspiração, é criada uma pressão negativa através da laringe que resulta no colapso destas estruturas dentro da via aérea e estreitamento da passagem do ar. A obstrução parcial da entrada do ar é a causa da respiração ruidosa.

 

  1. Quais são as características da laringomalácia?

O sinal típico inclui um som agudo ou estridente intermitente notado principalmente durante a inspiração. Em geral é mais proeminente quando a criança está chorando, mamando, agitada ou quando está resfriada. A laringomalácia usualmente é percebida nas primeiras semanas de vida e pode piorar com o passar dos meses. Isso ocorre porque quando o bebê cresce, o esforço respiratório aumenta, causando maior colapso das estruturas laríngeas na via aérea. A piora acontece ao redor dos 3 a 6 meses e depois ocorre uma melhora gradual. A maioria das crianças não tem mais nenhum sintoma aos 12 meses.

 

  1. A laringomalácia é uma condição perigosa?

Geralmente é uma condição benigna, auto-limitada, que não interfere no crescimento e desenvolvimento da criança. Devemos ficar atentos a alguns sintomas como dificuldade de alimentar (pausas frequentes nas mamadas, com esforço e cansaço), esforço respiratório com retração de costelas, baixo ganho de peso e mudança de cor (palidez ou cianose).

 

  1. Como a laringomalácia é tratada?

O diagnóstico de laringomalácia é feito usando um endoscópio flexível para visualizar a laringe. Esse procedimento é feito por médico em consultório com a criança acordada. Após um exame detalhado o médico avalia a condição da criança como leve, moderada ou grave. Crianças com sintomas leves podem ser apenas acompanhadas. Aquelas com obstrução moderada podem precisar de avaliações periódicas e medicamentos, algumas vezes com indicação de cirurgia se não houver melhora do quadro. Crianças com sintomas graves se beneficiam da cirurgia para melhorar a obstrução.

A laringomalácia geralmente tem associação com DRGE (Doença do Refluxo GastroEsofágico). Crianças nesta condição podem necessitar de medicação anti-refluxo dentre outras recomendações.

Share Button

Dra Larissa Santos Perez Abreu

Otorrinolaringologista Pediatra

CMR 50618

Atendimento

(31) 3567.6965 / 3658.5010

 

Rua Cristiano Teixeira Sales, 150 sl 701

Buritis - Belo Horizonte / MG

Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.