Infecções de ouvido (Otite Média Aguda)

Líquido no ouvido médio (Otite Média com Efusão)

 

  1. Como o ouvido funciona?

Existem três principais partes do ouvido: externo, médio e interno. O ouvido externo (pavilhão e canal auditivo externo) é responsável por coletar o som. O ouvido médio (uma cavidade preenchida por ar, separada do ouvido externo pela membrana do tímpano) contém três pequenos ossos que vibram e amplificam o som, transmitindo-o para o ouvido interno. O ouvido interno converte as vibrações em sinais elétricos para o cérebro; ele também tem um componente que ajuda no equilíbrio. Um ouvido médio saudável contém ar na mesma pressão que na parte externa do ouvido, permitindo uma livre vibração do tímpano. O ar entra no ouvido médio através de uma estrutura chamada tuba auditiva (T.A.), que conecta a parte de trás do nariz ao ouvido médio. Esse processo de equalização do ar ocorre constantemente com a mastigação e deglutição sem percebermos. Uma situação em que sentimos essa equalização é quando os ouvidos entopem e desentopem durante vôo de avião.

 

  1. Porque minha criança tem infecções de ouvido?

Em crianças, a tuba auditiva (T.A.) é menor e mais horizontal que nos adultos, o que pode fazer com que ela não funcione apropriadamente, levando a uma pressão negativa no ouvido médio. Além disso, crianças tendem a apresentar mais infecções respiratórias, com as quais a T.A. pode ficar inflamada. Bactérias podem atravessar a tuba, saindo da garganta em direção ao ouvido médio, provocando otites. Essas infecções podem causar dor e febre, sendo tratadas com antibióticos orais. Outras condições como alergia, doenças dos seios da face, e até refluxo ácido do estômago, podem causar irritação no tecido ao redor da T.A., resultando em inflamação. O aumento ou infecção da adenoide, localizada no fundo do nariz, fornece uma fonte de bactérias e em alguns casos obstruem a abertura da tuba. Todos esses problemas podem causar infecções de ouvido de repetição. Muitos desses problemas melhoram quando a criança atinge 5-6 anos.

 

  1. O que é efusão?

Geralmente depois que os sintomas da otite média aguda se resolvem, permanece um fluido no ouvido médio que é chamado de efusão. Este fluido/liquido pode demorar 3 meses ou mais para desaparecer. Esta condição não é considerada infecção, portanto liquido persistente no ouvido não precisa ser tratado com antibióticos. A criança pode apresentar perda de audição, sensação de pressão no ouvido ou nenhum sintoma. O tratamento consiste em reavaliar a criança para assegurar que o liquido desapareceu.

 

  1. Quais são fatores de risco para se desenvolver infecções de ouvido?

O desenvolvimento de otite média pode se dar por diversos motivos. Alguns fatores podem ser modificados na tentativa de prevenir estas infecções.

  • Creche: Resfriados (infecção viral do trato respiratório superior) geralmente levam a infecções de ouvido. Crianças que frequentam creche têm maior chance de estarem resfriadas constantemente, pois estão expostas a mais vírus e germes umas das outras. Se sua criança tem infecções de ouvido recorrentes, ele/ela pode se beneficiar da troca por uma creche menor ou mesmo retirada da creche.
  • Disfunção/Obstrução da tuba auditiva: Pode resultar de alergias ou adenoide aumentada e inflamada.
  • Exposição à fumaça de cigarro: Crianças expostas ao cigarro têm um risco aumentado de desenvolver problemas de saúde, incluindo infecções de ouvido.
  • Mamadeira: Bebês alimentados com mamadeira, especialmente se mamam deitados, têm uma tendência de desenvolver mais infecções de ouvido do que bebês amamentados no peito. Alimente o bebê em posição inclinada, com a cabeça mais alta que o estômago.
  • Idade: Crianças menores têm mais tendência a ter infecções de ouvido, sendo a maior incidência entre 6 e 18 meses de idade.
  • Questões genéticas: Crianças com problemas como fenda palatina e síndrome de Down têm anormalidades que afetam a tuba auditiva.
  • Hereditariedade: Crianças com pais e/ou irmãos com história de infecções de ouvido têm uma maior incidência de otites.

 

  1. Quais são os tratamentos disponíveis?

Na maioria dos casos, o liquido no ouvido médio desaparece sozinho em diferentes períodos de tempo. Se nenhum outro sintoma estiver presente (nariz escorrendo, febre, etc.), uso de descongestionantes orais não ajudam. O spray nasal de corticoide é usado para ajudar na limpeza do líquido. Se a criança tem uma infecção no ouvido (otite média aguda), serão prescritos antibióticos de acordo com o quadro clínico; ela pode precisar de mais de um curso de antibióticos até melhorar a infecção. Para infecções de repetição (4 episódios em 6 meses) ou liquido persistente no ouvido médio (mais de 3-4 meses, com perda auditiva), pode ser necessária cirurgia para colocação de tubos de ventilação nos ouvidos. Se alergias estão contribuindo para as infecções, o tratamento com anti-histamínicos e sprays nasais pode ser implementado.

Se sua criança está roncando ou respira pela boca, a adenoide pode estar obstruindo a área de abertura da tuba auditiva, sendo uma opção de tratamento a retirada da adenoide (adenoidectomia).

Share Button

Dra Larissa Santos Perez Abreu

Otorrinolaringologista Pediatra

CMR 50618

Atendimento

(31) 3567.6965 / 3658.5010

 

Rua Cristiano Teixeira Sales, 150 sl 701

Buritis - Belo Horizonte / MG

Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.